• Eduardo Mello

AMETISTA VERA CRUZ



Expandir é se jogar no novo, sabendo que teremos apenas a certeza da não certeza, mas se estamos conectados à fonte, à verdade e a luz que habita dentro de nosso coração, não há o que temer, apenas seguir e viver de acordo com os ditames da Alma.

As ametista de VeraCruz, no México, tem um formato bem peculiar, parecido com os cristais de quartzo branco normais, são mais alongadas e possuem uma cor roxa translúcido maravilhosa. São diferentes das Ametistas brasileiras e uruguais que crescem todas com pontas mais achatadas, menos alongadas. Esse cristais fantásticos possuem uma energia mais refinada que as ametistas normais, vibram em uma oitava mais elevada. São ótimas para serem usadas durante a meditação para facilitar o acesso a níveis de consciência mais elevados, e para purificação, limpeza e elevação do padrão de vibração médio do corpo humano.

Podemos pensar em dois usos mais comuns desse cristal, apesar de existirem outros, à ver:

O primeiro é para casos em que a pessoa está começando a se abrir para questões de cunha mais energético, espiritual e existencial ( ametista normal também trabalha nesse caso, escolhemos uma ou outra de acordo com a afinidade e sensibilidade, sem regras específicas). Nesses casos esse cristal vai ajudando o campo a se abrir para o novo, sutilizando levemente o padrão energético da pessoa e subindo ligeiramente sua vibração. E isso acarreta em uma capacidade maior de assimilação de conceitos complexos e mais elevados. Lembrem-se: O PADRÃO DE VIBRAÇÃO DO CORPO É DIRETAMENTE PROPORCIONAL AO SEU NÍVEL DE CONSCIÊNCIA!


Já o segundo uso é para limpezas energéticas profundas do campo sutil da pessoa, pois seu raio violeta transmuta e limpa de maneira bem eficaz os miasmas e energias desequilibradas do corpo (ver na parte TEXTOS COMPLEMENTARES, como utilizar a Ametista e o Raio Violeta para fazer essas limpezas).


Segue um texto inspirado na Ametista VERACRUZ que reflete um pouco sua “essência”:

“Existem momentos em que sentimos que a vida precisa expandir, crescer, sair da zona conhecida, da zona de conforto. Sem sair do estabelecido nunca poderemos criar o novo e estaremos fadados a mesmice cotidiana que tira o brilho no olhar e a palpitação no coração que apenas o desconhecido pode trazer. Expandir é se jogar no novo sabendo que teremos apenas a certeza da não certeza, mas se estivermos conectados à fonte, à verdade e a luz que habita dentro de nosso coração não há o que temer, apenas seguir e viver de acordo com os ditames da Alma.


Existe uma dicotomia engraçada na vida, que é a dissociação entre cabeça e coração, a cabeça é governada pela personalidade e o coração pela Alma, uma nasceu nesta vida e tem por base apenas o que adquiriu nesta existência, já a Alma possui o aprendizado de todas as nossas existências e ainda está conectada com a fonte de tudo, a que chamamos Deus. Qual seguir?


Seguir o coração e ter coragem para sair do estabelecido e do senso comum é ir de encontro com as aspirações mais altas de nossa Alma, mesmo que isso exija das adeus àquele lugar “seguro” que nos dizem ser o certo, que pode até ser seguro por fora, mas por dentro não preenche e não nutre o coração.

Lembrando que se quisermos ter uma vida única e plena, alinhada com a nossa verdade, não podemos seguir o senso comum, pois o comum te levará apenas ao “comum”, já o coração te levará ao perfeito, extraordinário, inexplorado, único, à SUA PRÓPRIA VERDADE, que é única e somente sua.”



64 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

VIVIANITA

VANADINITA