• Eduardo Mello

ARAGONITA SPUTNIK



Restabelecendo o centro após momentos de confusão.

Esse cristal bem interessante é uma variedade da família das Aragonitas e possui um formato muito peculiar. Proveniente do Marrocos, ela parece uma explosão, com partes do cristal apontando para todos os lados, com cristais crescendo em todas as direções, partindo de um “centro” comum a todos eles. Seu nome se deve ao primeiro programa espacial russo, que lançou seus primeiros satélites artificiais, e quem lhe atribuiu o nome achou o formato desses cristais semelhantes aos satélites artificiais.

Se repararmos bem nesse cristal, ele remete a algo desordenado, espalhado para todos os lados. Parece nós, seres humanos, quando ficamos com MIL coisas para fazer, perdemos o foco e não conseguimos terminar nada do que começamos. Também pode representar um caos emocional/mental, aonde fica muito difícil voltar para o centro. Basicamente, esse cristal nos ajuda a voltar para o CENTRO, inverter a direção, organizar a cabeça e as emoções, as colocar em ordem para que se possa ter mais objetividade, assertividade e capacidade de realização.

Sua cor marrom alaranjado, as vezes esbranquiçado, também remete aos chakras inferiores, auxiliando no aterramento. É um cristal bem legal para momentos de desafios, aonde não podemos nos levar pela consciência das massas, precisamos focar no nosso interior, ouvir seus ditames e orientações e ir em frente.


Por reorganizar e alinhar os corpos mental e emocional é muito boa para segurar antes de começar processos meditativos ou de atendimentos terapêuticos, e andar com ela durante o dia quando sabemos que a mente está muito desfocada e desorganizada.



85 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

VIVIANITA

VANADINITA