• Eduardo Mello

COBALTO CALCITA




Sua atuação se dá no resgate de atributos do “feminino sagrado”, trazendo a verdadeira essência da força do feminino que reside dentro do coração de cada ser...


A Cobalto Calcita é um tipo de calcita que possui em sua constituição o Cobalto, que lhe confere uma cor magenta muito encantadora, e por isso se chama Cobalto Calcita. É um dos cristais que trabalha a energia do Feminino, sendo relacionada à Afrodite, Deusa da antiga Grécia ligada ao Amor e a Beleza.


Sua energia é um tanto quanto peculiar, intensa e extremamente amorosa. Podemos usar o termo “empoderamento do feminino” para tentar descrever a energia deste cristal. Isso quer dizer que sua energia atua de maneira a valorizar e fortalecer os atributos femininos na pessoa que a usa, sejam homens ou mulheres. Ela ajuda a compreender a verdadeira força do feminino, com sua capacidade de estrutura, de amorosidade, confiança, estabilidade, nutrição e assim vai. Ela representa o momento aonde a pessoa consegue se auto sustentar emocionalmente, não precisando de muletas e reconhecimentos externos. Ela, a pessoa, entende que todo amor do mundo reside dentro de si, que é apenas conectada a esse amor autogerado que as forças para ser no mundo podem ser sustentadas. (Como esse processo é complexo, geralmente começamos esse trabalho com outros cristais, principalmente o Quartzo Rosa, e apenas depois chegamos no ponto de usar a Cobalto Calcita).

Podemos descrever esse movimento de duas formas, umas mais ligada às mulheres e outra aos homens. No caso das mulheres a Cobalto Calcita representa o momento aonde essa mulher sente que chegou a hora de ser, se “jogar no mundo”, se “bancar” e “mostrar para que veio”. É como se, inicialmente, todo o trabalho de resgate do feminino fosse feito exclusivamente no “mundo interno”, nas emoções, nas crenças, no olhar. E após esse “ajuste” interno, após esse fortalecimento da estrutura feminina, ela precisa “dar as caras” e ser no mundo, valorizar os tesouros internos que descobriu e voltar para o mundo empoderada, dona de si, conectada com seu eu real, sendo mulher, com a força da mulher, do jeito que sua Alma pede, e não como a sociedade, Machista ou Feminista, quer que ela seja. Esse momento da mulher geralmente vem depois de um trabalho prévio de autoconhecimento e trabalho do feminino, começando com pedras mais leves como Quartzo Rosa, Pedra da Lua e Crisocola.


Do ponto de vista dos homens, ela pode ser usada quando esse homem consegue, através do autoconhecimento, compreender que em sua criação a figura feminina foi ausente, o que pode gerar grande vazio emocional e uma certa necessidade de reconhecimento. Apesar de essa carência de nutrição emocional ser tratada inicialmente com a Mangano Calcita, quando esse processo entra em uma fase real de cura e a pessoa se sente pronta para não mais se importar com a opinião dos demais e seguir seu coração, se bancar, e se amar verdadeiramente, nesses casos a Cobalto Calcita pode entrar muito bem no sistema de energia dessa pessoa a impulsionando para o próximo passo. É como se ela entrasse nesse sistema e dissesse como uma mãe amorosa: “Pode ir filho, você está pronto, não precisa mais de mim”.



30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

VIVIANITA

VANADINITA