• Eduardo Mello

FLUORITA



Ajustando a ótica mental para enxergar o copo meio cheio e não meio vazio.



A Fluorita é uma família de cristais que podem ser encontrados em diversas cores. Geralmente estudamos cada uma das cores separadamente, mas no caso da Fluorita, existe uma tônica comum entre todas elas e é essa tônica que será apresentada aqui. Ao final do texto será apresentada uma ideia das pequenas diferenças entre cada umas das cores possíveis dentro deste grupo de cristais.


Segundo o professor Antônio Duncan, que por sua vez estudou e uniu seu conhecimento com a autora Jane Ann Dow dos EUA, cada cristal tem uma afinidade maior com cada um dos corpos sutis fazem parte da constituição energética do ser humano, sendo estes os corpos etérico, emocional, mental e espiritual. No caso das Fluoritas essa afinidade se dá no nível mental, e sob essa ótica que podemos compreender suas propriedades terapêuticas.


A atuação das Fluoritas se dá na expansão e organização da mente e na elevação da vibração do corpo do nível emocional para o mental. Quando estamos em estados de grande envolvimento emocional, podemos acabar nublando a mente e perdendo a capacidade de discernir e enxergar com clareza. O que a Fluorita faz é elevar o padrão de vibração do corpo do nível emocional para o mental, para que possamos diminuir o envolvimento emocional de determinada situação e voltar a ver o todo, de cima, para conseguir discernir de maneira mais apropriada o caminho a seguir.

Se tomamos decisões quando estamos muito envolvidos emocionalmente, corremos o risco de decidir pelo emocional, pelo impulso, pelo “calor do momento”. O ideal seria sempre dar um “passo atrás”, meditar, organizar a mente e apenas depois decidir. E é esse o movimento que a Fluorita faz.


Quanto aos formatos, as fluoritas, apesar de não serem as únicas, tem uma peculiaridade de poderem ser encontradas em cristais naturais com formatos de cubos e de octaedros (balõezinhos). Esses formatos acabam lhes conferindo pequenas sutilizas energéticas adicionais, e como os formatos geométricos possuem maior afinidade com o campo mental, se usamos as fluoritas naturais em cubo e em octaedro, seus efeitos se potencializam, sendo as em Octaedro as melhores pelo ponto de vista do autor.


Nunca devemos esquecer que o que realmente importa é o sistema cristalino do cristal, é sua estrutura interna, e todas as fluoritas, brutas, roladas e com cristalizações específicas, possuem o mesmo sistema cristalino. Porém, quando há uma cristalização perfeita, aonde externamente se formam octaedros e cubos, esses formatos externos acabam conferindo um ligeiro acréscimo às propriedades do cristal. Isso vale para todos as variedades de cristal.

Já no que se refere às cores, podemos usar cada uma das cores de acordo com a necessidade do momento, aonde iremos unir as propriedades descritas acima com as peculiaridades de cada uma das cores. Segue descrição resumida das indicações de cada uma das cores:


FLUORITA ARCO-ÍRIS: Atua em questões aonde se faz necessário criar, movimentar e enxergar novas saídas para situações, quando precisamos de mais criatividade mental, tanto para projetos, como para ver a vida mais colorida.


FLUORITA VIOLETA: Atua em uma transição mais mental/espiritual, facilitando a expansão da consciência para que conceitos mentais mais complexos possam ser compreendidos e trazidos para a realidade da pessoa de maneira mais clara e prática.


FLUORITA AZUL: É uma grande pacificadora mental, possuindo a capacidade de elevar, organizar e acalmar uma mente muito agitada.


FLUORITA VERDE E FLUORITA AMARELA: São as melhores para fazer a elevação do padrão de vibração excessivamente emocional para o mental, trazendo maior clareza para a situação.


FLUORITA INCOLOR: Difícil de ser encontrada, pode ser usada para ajustar e organizar o campo mental, trazendo mais clareza para determinada situação. Sua tônica é clareza mental, e pode ser usada sempre que for necessário ter mais clareza sobre determinada situação.


Para finalizar, vale ressaltar que, apesar de cada cor ter uma afinidade natural com seu chakra correspondente, no geral, o chakra frontal (o da testa) é o local mais indicado para trabalhar com esse cristal. Porém nada impede de eles serem utilizados também nos demais charas quando se fizer necessário.



50 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

VIVIANITA

VANADINITA